Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.

Estou iniciando através deste projeto, uma série de artigos que vão te auxiliar nos estudos para concursos públicos. Hoje vamos tratar de gêneros e tipos textuais, este assunto é geralmente cobrado nas provas por todo o país. A minha forma de escrever é partindo pelo pressuposto que o meu visitante não sabe nada do assunto, então, em alguns momentos, posso tratar de assuntos básicos.

Precisamos saber classificar os textos que nos deparamos todos os dias. Para isso, precisamos saber que existem os tipos textuais e os gêneros textuais.

Os Tipos Textuais

O tipo textual é a forma que um texto se apresenta. É uma sequência definida pela natureza linguística de sua composição (aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais, relações lógicas).
E os tipos existentes são: narração, dissertação(Argumentativa/Expositiva), descrição e injunção.

Narração

É um tipo de texto (real ou ficcional) no qual é contada uma história, é explanado um acontecimento, um fato ocorrido. É também chamado de narrativa. Seu uso é frequente em relatórios, petições de direito, termos de audiências, atas e exposições em geral. A narração é uma sequência de ações que são desenvolvidas numa linha do tempo, umas após outras.

Desde o inicio dos tempos, o ser humano usa as narrativas para refletir sobre o mundo em que vive. Quando ainda não tinha os conhecimentos científicos necessários para explicar uma série de fenômenos da natureza, criava histórias nas quais a ação dos deuses era vista como causa do fenômeno que não conseguia compreender.

EXEMPLO.: Em uma noite chuvosa do mês de agosto, Paulo e o irmão caminhavam pela rua mal-iluminada que conduzia à sua residência. Subitamente foram abordados por um homem estranho. Pararam, atemorizados, e tentaram saber o que o homem queria, receosos de que se tratasse de um assalto. Era, entretanto, somente um bêbado que tentava encontrar, com dificuldade, o caminho de sua casa.

A narração é o desenvolvimento de ações com tempo em andamento.

Descrição

Um texto que descreve um lugar, pessoa, animal ou um objeto. Pode-se até descrever sensações ou sentimentos. É fazer uma descrição minuciosa do objeto ou da personagem a que o texto se pega. Uma descrição objetiva (reprodução fiel do objeto) uso de linguagem simples e denotativa. Detalhes expressos de forma nítida: tamanho, forma, cor, peso, cheiro, consistências.

EXEMPLO .: Sua estatura era alta e seu corpo, esbelto. A pele morena refletia o Sol dos 2 trópicos. Os olhos negros e amendoados espalhavam a luz interior de sua alegria de viver e jovialidade. Os traços bem desenhados compunham uma fisionomia calma, que mais parecia uma pintura.

Difere-se do narrativo, por não se preocupar com a sequência das ações.

Dissertação

A dissertação é o desenvolvimento de ideias, de pensamentos, de raciocínio sobre um assunto ou tema. É o mesmo que explicar um assunto. Este texto que você está lendo é um texto dissertativo e pertence ao grupo dos expositivos, juntamente com o texto de apresentação cientifica, o relatório, o texto didático, o artigo enciclopédico.

Ele é dissertativo-expositivo, pois não está preocupado com a persuasão e sim, com a transmissão de conhecimento, sendo, portanto, um texto informativo.

Quando o texto, além de explicar, também persuade o interlocutor e modifica o seu comportamento, temos um texto dissertativo-argumentativo. Este tipo de texto tenta convencer o leitor a apoiar o ponto de vista do texto, negociando com ele e buscando persuadir o interlocutor.

EXEMPLO.: O Brasil é um país de crescimento desordenado porque a sua realidade econômica é desordenada. O acesso à riqueza está sempre restrito ao poder da elite. Não há uma distribuição de renda justa. Seu desenvolvimento econômico também não é bem distribuído porque encontramos em suas regiões uma grande população muito pobre comandada e oprimida por uma pequena população extremamente rica.

Injunção

O texto injuntivo (instrucional) é o tipo de texto que leva o leitor a mais que uma simples informação. Instrui o leitor! O texto não argumenta, narra, ou debate, mas leva o leitor a determinada orientação transformadora.

Exemplos simples de textos

Compartilhe este artigo




3 Respostas para “Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.”

  1. katia 17 de outubro de 2012 at 19:13 #

    muito boa a materia.parabens

  2. roberta 27 de fevereiro de 2013 at 21:58 #

    ajudou pra caramba

  3. Bruna 1 de abril de 2014 at 22:29 #

    ótimo conteúdo, ajudou muito!!
    parabéns, gostei

Deixe um comentário